Inclusão e Diversidade na UEMS


A Divisão de Inclusão e Diversidade (DID), da UEMS, executa ações para a inclusão do aluno PCD em todos os cursos de graduação da UEMS. Essa inclusão acontece quando o aluno faz a matrícula e requere junto à coordenação do curso, algum tipo de atendimento educacional especializado, de acordo com o tipo de deficiência que possui. Assim que recebe a informação, a equipe DID, em especial o Setor de Atendimento Educacional Especializado analisa e formaliza o pedido do aluno junto à Divisão responsável pela contratação do profissional. Após a contratação, o setor orienta e acompanha o trabalho desse profissional, por meio de relatórios que são enviados periodicamente pela coordenação do curso para a Divisão.

De acordo com a chefe da Divisão, Débora Pereira Simões, a DID auxilia e acompanha a abertura e execução dos editais de seleção de profissionais para o Atendimento Educacional Especializado (AEE) e para o AEE para atuar como Tradutor e Intérprete de Libras.

O processo de atendimento aos alunos PCD inicia-se na primeira matrícula do aluno, e é solicitado em cada rematrícula também. Nem todo aluno PCD solicita e/ou necessita de profissional de AEE. O aluno que necessitar do AEE apresenta no ato da matrícula ou em qualquer momento do ano letivo um Laudo médico atualizado, e solicita junto a secretaria acadêmica do curso que necessita de Atendimento Educacional Especializado. A coordenação de curso encaminha C.I e laudo médico à Divisão de Inclusão e Diversidade. Munidos de documentos que provem a deficiência do aluno, segundo o laudo médico ou psicólogo/psiquiátrico, é feita a oferta e contratação de profissional qualificado e aprovado em Processo Seletivo.

As deficiências variam entre auditiva, cegueira ou baixa visão, motora, transtornos globais do desenvolvimento, deficiência intelectual, múltiplas deficiências e altas habilidades ou superdotação. “Por essa diversidade de deficiências e transtornos que nossos processos seletivos, principalmente para AEE tradutor e Intérprete de Libras possui prova prática. A demanda ao Atendimento Educacional Especializado pode até não parecer grande, mas a diferença no desenvolvimento do que cada aluno que necessita é suprida não só pela obrigatoriedade no atendimento, mas porque a UEMS está voltada ao atendimento com excelência de todos os alunos”, destaca Débora Pereira Simões.

Para entrar em contato, envie um e-mail para: did@uems.br; ou pelo telefone: 3902-2424.


Atendimento Educacional Especializado


Na UEMS, o Setor de Atendimento Educacional Especializado tem o trabalho específico de garantir o direito do atendimento ao aluno que necessita e solicita o AEE (Atendimento Educacional Especializado). Também trabalha com os Processos Seletivos para a contratação do AEE, de profissional de Tradutor e Intérprete de Língua Brasileira de Sinais, que atua como intérprete para discentes e docentes surdos, sempre quando solicitado. E também no PSS para docente da disciplina de Libras.

O Setor também atua no processo de políticas voltadas para o público PCD, como por exemplo, as cotas para PCD no vestibular. Além de desenvolver ações em parceria com o setor de Ações Afirmativas e a Divisão de Inclusão.

“A garantia do direito do aluno e docente PCD vem em primeiro lugar, não cito o servidor porque ainda não tivemos a oportunidade de trabalhar com PCD, é uma demanda que talvez chegará com o tempo. Mas com certeza podemos pensar em ações para trazer conhecimento a todos os públicos. E eu como pessoa com deficiência acredito que empatia é a chave de tudo. Não é porque a minha deficiência não é visível que ela não exista”, destaca Elizângela Weber, chefe do setor.

Para entrar em contato, envie um e-mail para: saee@uems.br; ou pelo telefone: 3902-2424.